Vendas do varejo avançam pelo 3º mês seguido, diz IBGE

No primeiro semestre, índice acumulou queda de 0,1%; órgão revisou dados de maio, passando de uma retração de 0,1% para alta de 0,2%.

As vendas do comércio varejista brasileiro cresceram 1,2% em junho frente ao mês anterior (com ajuste sazonal), informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira (15). Já a receita do setor avançou 0,8% na série livre de ajuste sazonal.

O IBGE revisou os dados do varejo de maio. Em vez da queda de 0,1%, as vendas avançaram 0,2 no mês. Com este resultado, o setor acumula três meses seguidos de alta, interrompendo nove meses seguidos de queda, destacou a gerente da Coordenação de Serviços e Comércio do IBGE, Isabella Nunes.

“É o crescimento mais consistente desde o final de 2014”, afirmou Isabella ao comentar os três resultados positivos consecutivos no setor varejista.

Comparação contra junho de 2016

Frente a junho do ano anterior, o setor teve expansão de 3,0% em junho. Foi o terceiro resultado positivo nesta base de comparação e mais intenso que em maio (2,6%) e abril (1,7%).

“Na comparação com 2016 também fica evidente a recuperação no volume das vendas, uma vez que você tem o terceiro resultado positivo nesta base de comparação”, disse Isabella. Ela apontou que se observado apenas os meses de junho na comparação inter anual (junho contra junho do ano anterior), o crescimento de 3% “é o mais robusto desde junho de 2012.

Segundo Isabella, diversos fatores influenciaram o resultado de junho. “O primeiro é a base de comparação muito baixa. Além disso, temos que considerar a demanda represada. O próprio movimento das lojas de oferecerem promoções e mix de produtos com preços mais baixos beneficiou as vendas”, disse.

A pesquisadora enfatizou, ainda, que a queda na taxa básica de juros (a Selic, que está em 9,25% ao ano) beneficiou as vendas de bens duráveis.

No trimestre, o setor acumula alta de 2,5%. Foi o melhor resultado trimestral desde o último trimestre de 2014. “Todas as atividades mostram uma melhora, seja revertendo a queda, reduzindo a queda ou ampliando o aumento que já vinha apresentando”, destacou Isabella.

FONTE: http://g1.globo.com/economia/noticia/vendas-do-varejo-avancam-12-em-junho-diz-ibge.ghtml