Planejamento: o primeiro passo na gestão de mercadorias

Todo varejista pode se beneficiar de um bom processo de planejamento. Através do planejamento é possível melhorar a qualidade dos estoques, diminuir remarcações de preços, eliminar rupturas e aumentar a rentabilidade da empresa.

O planejamento no varejo começa pelo Open To Buy (OTB), um processo de análise de dados históricos dos produtos que apontará o valor disponível para compras de mercadorias, e as quantidades e momentos corretos para recebimentos.

A implementação de um Open To Buy (OTB) na empresa é feita via sistemas. Um bom sistema de Open To Buy (OTB) permite a criação e planejamento de diversos cenários, com ajustes simples e rápidos. Também é necessário que o planejamento possa ser feito em diferentes níveis e visões (indicadores e produtos).

São quatro as variáveis trabalhadas em um Open To Buy (OTB): Vendas, Margens, Estoques e Recebimentos (Compras). O planejamento das Vendas, Margens e Estoques resulta no cálculo do recebimento necessário para o período. Esse cálculo leva em consideração todos os parâmetros definidos de projeção de demanda, margens por categoria e cobertura de estoque. Assim, é possível saber o que comprar, por quanto e quando.

Um sistema com esse conhecimento embarcado é a base para todo o planejamento da empresa, oferecendo controle sobre o processo de compra e venda de mercadorias. É o cerne do varejo.

Sua utilização não está restrita aos grandes varejistas. Pequenos e médios varejistas também podem implementar um Open To Buy (OTB) baseado em bons sistemas. Além disso, a força de um bom planejamento será potencializada quando combinada com soluções de projeção de demanda e abastecimento automatizado.

Conheça o módulo de Open To Buy do Mindset: http://www.unous.com.br/mindset